Se Bitcoin aparece como uma alternativa às formas de pagamentos tradicionais, é preciso então balancear suas vantagens e desvantagens. A praticidade e rapidez com que as transações com a moeda virtual podem ser realizadas, sem necessidade de inserção de dados pessoais ou de cartões, sem precisar se deslocar para realizar o pagamento são alguns dos aspectos positivos.

Por ser uma moeda descentralizada e desvinculada de governos, bancos e outras instituições financeiras, não possui taxas ou estas são muito pequenas. Não pode ser congelada e seu valor não oscila junto com a economia de um país, justamente por não estar vinculada a nenhuma nação. O usuário tem total liberdade para investir, usar e doar seu dinheiro como quiser sem ser reprimido por uma instância maior.

É uma moeda que pode ser utilizada em qualquer lugar do mundo, pois não está ligada a nenhuma moeda específica. Dessa forma, as tarifas de conversão entre moedas também são economizadas.

Bitcoin não exige informações confidenciais e/ou pessoas dos usuários, protegendo clientes e comerciantes de possíveis perdas por fraudes. Os indivíduos possuem total controle sobre sua moeda, não podem sofrer cobranças indesejadas e podem proteger seu dinheiro com criptografia.

Além disso, Bitcoin é uma forma de pagamento transparente e neutra. Todas as transações já realizadas com a moeda estão disponíveis e podem ser verificadas na “cadeia de blocos”, impossibilitando o controle e/ou manipulação do protocolo Bitcoin.

No entanto, a moeda possui algumas desvantagens. O anonimato (dado pela falta de dados pessoais), aliado à liberdade de uso da moeda, também pode ser utilizado para atividades ilícitas, sendo praticamente impossível rastrear quem realizou determinada transação.

Bitcoin não é aceito em muitas instituições, sendo ainda desconhecida por muitas pessoas. A valorização da moeda também é volátil e nada sólida, flutuando entre valores bastante baixo e, em outros momento, muito altos.

Além disso, as “carteiras” podem ser perdidas – caso seu celular ou notebook sejam roubados, por exemplo – e junto com elas vão-se os bitcoins, que não podem ser recuperados. Os modelos de “carteiras” virtuais podem ainda ser hackeados e as moedas serem roubadas, como já aconteceu anteriormente.

O Bitcoin encontra-se em fase de desenvolvimento e é natural que ainda apresente falhas. Suas vantagens, por outro lado, também são muito atrativas. Cabe ao usuário utilizar a moeda com consciência, dentro da lei, proteger sua “carteira” da melhor forma que puder e ter cuidado para não investir mais do que estaria disposto a perder.

Artigos Relacionados

Deixe um Comentário