As vendas do e-commerce, mesmo em meio à crise econômica que enfrenta o país, teve um crescimento nominal de 7,4% em 2016, com um faturamento de R$44,4 bilhões. Em 2017, deve crescer outros 12%, chegando a faturar quase R$65 bilhões, segundo dados da Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABCOmm). Crescimento ainda mais notável se comparado às vendas do varejo, que caíram 10% no ano passado.

Uma das razões para o aumento das vendas do e-commerce, a popularização dos dispositivos móveis – entre os quais smartphones e tablets – também ganha destaque, uma vez que 21% das transações online foram realizadas através de aparelhos mobile, conforme informações da Revista Exame.

Outros motivos que levaram os consumidores a comprar pelo comércio eletrônico estão a praticidade, facilidade de encontrar diversos produtos, entender suas funcionalidades, comparar os preços, a rapidez na execução da compra, as diferentes opções de pagamentos oferecidas, tudo isso em plataformas cada vez mais seguras, com possibilidades de adquirir itens personalizados e mais próximos daquilo que deseja.

A facilidade de acesso à internet por meio dos dispositivos móveis, cada vez mais comum entre os brasileiros, e a qualidade crescente dos serviços online também atraem os consumidores. Por isso, a Ebit – empresa que avalia a reputação de lojas virtuais e oferece informações sobre o mercado online – calcula que 4,3% das vendas do varejo no Brasil, em 2017, serão representadas pelo e-commerce, um aumento de 0,5% em relação a esse número no ano passado.

Segundo a Ebit, os produtos mais comprados pela internet (não surpreendentemente) são eletrodomésticos e itens para informática, chegando a representar 34% dos produtos comercializados pelo comércio eletrônico em 2016.

O sucesso do e-commerce mesmo nesse momento de crise no Brasil mostra que, mais do que um mercado em potencial, o comércio eletrônico é um mercado lucrativo. Mas para aqueles que pretendem trabalhar no meio online, é imprescindível o cuidado com o design, navegabilidade e segurança do seu site ou loja virtual, assim como com a divulgação correta de seus produtos e comunicação com seus consumidores.

Artigos Relacionados

Deixe um Comentário