Aquele velho ditado “o que os olhos não veem, o coração não sente” encontra um significado em muitas áreas e pode gerar reflexões até mesmo para aqueles que trabalham com plataformas de serviços e vendas online. Afinal, quantas vezes você não sentiu o desejo de comprar um produto que nem sabia que precisava ou ler um texto que nem sabia que lhe interessava. Às vezes até precisava ou queria, mas não sabia onde encontrar.

Para que você consiga consumir é preciso, então, que o produto esteja visível. No meio digital isso significa que, quando pesquisado, ele se encontra nas primeiras posições nos mecanismos de busca.

Atingir o topo nos rankeamentos desses mecanismos é o desejo de todos que trabalham no meio online, seja com um blog, site ou e-commerce. É para conseguir esses resultados que existe o Search Engine Optimization – SEO.

O SEO consiste de uma série de estratégias que otimizam os sites e os tornam mais compreensíveis para mecanismos de buscas. Estes, por sua vez, exibem aquela plataforma em uma colocação melhor nos resultados orgânicos, ou seja, que não são feitos por meio de anúncios.

Entre os fatores que influenciam o SEO de uma página estão a qualidade do conteúdo e seu tamanho, pois os mecanismos preferem os que são mais completos; uso de palavras chaves no conteúdo e na URL; heading tags que demonstram a prioridade dos assuntos abordados dentro da página; utilização de links externos; citações e fontes de pesquisa, e muitos outros.

Os aspectos que garantem um melhor rankeamento não se restringem ao conteúdo escrito. O SEO pressupõe uma otimização também dos conteúdos multimídias (os arquivos devem ser nomeados corretamente, devem ter um tamanho adequado, etc.), assim como do design do site que, por exemplo, deve ser responsivo.

Para quem quer garantir visibilidade no meio online, é preciso dedicar atenção ao SEO e levá-lo a sério. Certificar um bom posicionamento no mecanismos de busca assegura o aumento do tráfego orgânico e, por sua vez, mantém seu site sempre visível e sujeito a cada vez mais cliques e clientes.

Artigos Relacionados

Deixe um Comentário