Se você possui uma loja virtual ou deseja entrar na área do e-commerce, como em qualquer outro setor, deve tomar alguns cuidados. Falhas comuns tendem a prejudicar os negócios online e podem até mesmo levá-los ao completo fracasso.

 

Uma empresa que vende online deve planejar sua atuação: decidir e evidenciar seu produto, determinar seu público, sua área de atuação, conhecer seus concorrentes, etc, assim como planejar o investimento que será necessário para desenvolver a plataforma e mantê-la, além de monitorar quando ocorrerá e de quanto será o retorno financeiro esperado.

 

Os comerciantes precisam também definir as políticas de seu e-commerce e torná-las visíveis, como períodos e regras para as trocas, prazos de entrega, devolução de produtos, formas de pagamentos, funcionamento e utilização de promoções, etc. Questões de interesse dos consumidores e que podem evitar futuros transtornos.

 

Algumas preocupações devem ser voltadas ao design do site. É essencial facilitar a navegabilidade na plataforma, de forma que os clientes consigam encontrar os produtos que procuram, nas faixas de preço que desejam e em poucos cliques. Uma interface simples, objetiva e intuitiva, campo de pesquisa e botões que restringem a busca são alguns dos recursos que podem facilitar a experiência dos usuários.

 

Além disso, hoje em dia, websites são acessados pelos mais diferentes dispositivos: computadores, laptops, tablets e smartphones com diferentes tamanhos de telas, por isso é imprescindível que a loja virtual tenha um design responsivo.

 

Uma loja virtual de sucesso também é aquela encontrada pelos clientes. Por isso, um empresário precisa se preocupar com a visibilidade que seu e-commerce tem no mundo virtual, afinal, se o usuário não sabe da existência da loja, não irá comprar nela. Além de anúncios para a divulgação do estabelecimento, uma estratégia importante e eficiente é a otimização dos mecanismos de pesquisa da plataforma que potencializam a classificação do website entre o posicionamento dos resultados dos buscadores (como o Google, que possui alguns requisitos básicos).

 

Por fim, uma outra falha bastante comum é a falta de mão de obra qualificada, desde profissionais de TI para o desenvolvimento da plataforma, quanto designers para cuidar da aparência do website, quanto profissionais para administrar o funcionamento e transações da loja, assim como funcionários treinados e responsáveis pelo atendimento dos clientes.

 

Atualmente, uma loja virtual tem potencial para trazer grandes lucros, mas, como qualquer outro negócio, precisa ser bem planejada, desenvolvida e administrada.

Artigos Relacionados

Deixe um Comentário